quinta-feira, 3 de abril de 2008

Um dia qualquer

- Pô, coitado do Onanias...
- É mesmo, infarto durante o almoço! Dizem que ele caiu de cara na macarronada do seu Manoel, jeitinho ingrato de morrer...
- E que forma não é? Já está rolando a piadinha que ele morreu por causa da macarronada!
*risos*
- Realmente, ela não tem gosto de nada...
- Calorzinho infernal, hein? Por quê será que resolveram enterrar logo no meio da tarde?
- Porque com esse calor, de noitinha já ia estar fedendo...
- Nós somos podres, patéticos...
- Vai filosofar agora?
- Não é nada a ver com filosofar, é peso na conciência, veja só, estamos num enterro, debochando e fazendo pouco caso do defunto...
- O normal é fazer pouco caso em vida pra pagar pau na morte. Mas acho que é porque a gente nem conhecia o Onanias muito bem...
- É, eu via ele todo dia tomando café às quatro, sempre com aquele mesmo paletó marrom, ele mudava as camisas, mas o paletó não, acho que ele tinha mais de um da mesma cor.
- Ou lavava na sexta à noite para usá-lo na segunda cedo!
- Pois é, e agora vai ser enterrado com outro porque aquele além de surrado ficou todo sujo de macarronada...
- Quem sabe assim eles finalmente mandam aquilo pro lixo...
- Aquela loira é a viúva?
- Aham.
- Que múmia!
- Nem me fale...
- Tá certo que a minha patroa já perde por dar três daquela na largura, mas fala sério! Que maracujá de gaveta! Nem a múmia do Ramsés tem tantas rugas!
- Terrível...e você é bonzinho com sua mulher, ela só dá três daquele esqueleto ali? Ainda bem que me separei, depois de dez anos, o casamento vira a prisão da alma...
- E sua nostalgia te envenena...aquela mocinha de verde é a filha?
- É sim, pitelzinho né? A do lado com o maridão é a mais velha, do primeiro casamento do falecido.
- Ô, ela deve ter o quê, uns 16 anos? Tem cara e corpo de vinte! Essa geração viu, faz eu querer ser mais novo, não aproveitei o que podia ter aproveitado!
- Sou muito mais a mais velha, olha só a cara de banana do cara, duvido que ele dá conta do recado, ela deve tá na casa dos trinta e olha só, tudo em cima, dona do própio nariz...
- Ô lá em casa...
- Ô lá em casa...
- Maldita idade, estou suando em bicas, devia ter deixado o paletó no carro!
- Você não tem mais quarenta anos!
- Vá para a puta que te pariu! Você tem a mesma idade que eu e nem estamos tão velhos assim...
- 45 é muita coisa, o presunto de hoje tinha só 55 e saúde de ferro pra morrer com a cara na macarronada...
- Morrer, a troco?
- Pelo menos os islãos tem as 72 virgens...
- Duvido que quem morre com a cara no macarrão ganha pelo menos uma...
- E aqueles casos de gente que morre trepando?
- Hehe, são os melhores! Na internet tem cada um, tem cara de morre comendo, vovô de família que morre dando... o Veríssimo tinha razão, a vida privada é uma putaria!
- Nada disso, nós somos a puta da vida, porque ela nos fode todo dia como ninguém...
- Começou a filosofagem...
- Pois é, vamos mudar de assunto, tempo bom aquele da faculdade, dia todo falando de política e sociedade.
- Nostalgia? Piorou! Nesse ritmo você chega em Nietzche e a complexidade humana em dois tempos! Não estou com saco, muito menos num enterro...
- Nós vamos queimar no Inferno com esse pouco caso...imagina como será o nosso enterro, será que as pessoas vão ficar cagando que nem a gente pro Onanias? Tenho medo de chover e num dá nem o suficiente pra carregar o caixão.
- Hoje eles usam os carrinhos para evitar que isso aconteça, fique tranqüilo.
- Filho da puta.
- Que calorzinho, porque não enterram o infeliz logo? Ele morreu, porra!
- Parece que depois que o defunto é defunto, todo mundo fica querendo fazer e falar o que não aconteceu em vida, ou pelo menos fazer o maior teatro e aparecer dessa forma pra competir pra ver quem amava mais o pobre Onanias.
- Pelo menos tiramos a tarde de folga.
- Pois é, tarde de segunda-feira, trabalhar não dá!
- Pelo menos a gente não estuda mais, meu filho reclama todo dia do Ensino Médio.
- Mas seu filho é um mala, vai reclamar de tudo a vida toda, duvido que esse menino tenha ânimo de pegar no batente.
- Você era o média cinco do nosso tempo, não tem moral nenhuma pra falar dele...
- Tá bom, não tá mais aqui quem falou!
- Ai ai, e esse calor?!
- Pois é...
- Será que chove...?

1 comentários:

Biah disse...

Ê vida bandida... Descanse em paz, Onanias! =P
Adorei!!! \o/
=*