sábado, 3 de outubro de 2009

Os 3 melhores heróis - terceiro lugar

Sim! Eu estou escrevendo um artigo! Pois é, ando sem criatividade e paciência para escrever ficção, então resolvi escrever sobre um assunto de que gosto. Não, esses artigos não serão feitos em sequência nem nada, farei os outros dois heróis quando der vontade e também farei sobre heróis incompreendidos. Agora vamos aos avisos importantes:
1. você não gosta do assunto? Foda-se! Não leia então.
2.eu vou escrever o que acho e um pouco de estória, então posso me equivocar, se por ventura algum chato vier me corrigir, não se dê o trabalho, eu felizmente tenho mais o que fazer do que saber da vida de um PERSONAGEM FICTÍCIO.
3. a próxima postagem provavelmente será uma das minhas ficções como geralmente, então não esquente.
Enfim, tinha mais alguns eu acho, mas agora nada me vem à mente, logo, vamos a isso!
"As pessoas me chamam de Wolverine. Eu sou o melhor no que faço, mas o que eu faço não é nada agradável".
Essa frase foi escrita pelo renomado Frank Miller, autor de 300, Batman - O Cavaleiro das Trevas, Batman - Ano Um, Ronin e Sin City quando escreveu a aclamada minissérie Eu, Wolverine (também publicada com os nomes Wolverine e Dívida de Honra) no final dos anos oitenta, Miller sem querer criou uma das frases que marcariam a vida do personagem dali pra frente e que melhor o define. Tanto que em sua revista mensal Wolverine, toda publicação começa com uma variante da mesma, sendo sempre "Meu nome é Wolverine, eu sou o melhor no que eu faço e o que eu faço..."
Wolverine apareceu pela primeira vez como coadjuvante em O Incrível Hulk #180, de outubro de 1974. Originalmente um assassino com garras contratado para dar fim no verdão, o personagem intrigou o público e mais tarde retornaria a aparecer em X-men #1 de 1975 como membro da segunda equipe dos X-men. Mais tarde, ele chegaria a ser o personagem mais popular e lucrativo da Marvel -hoje esse lugar é ocupado pelo Homem-Aranha - e ganharia sua própria publicação mensal (sua versão mais recente voltou a ser publicada mensalmente em 2003 e continua sendo publicada até hoje), é considerado um dos heróis mais importantes do universo Marvel e um dos mais "ocupados" também, pois mensalmente ele aparece em diversas publicações: Fabulosos X-men, Surpreendentes X-men, X-men: legado, Wolverine, Wolverine:Origens, Novos X-men e Novos Vingadores além de aparições esporádicas em publicações de outros heróis da Marvel.
É um dos personagens mais complexos da editora e, portanto, já protagonizou diversas minisséries adultas, muitas delas aclamadas e premiadas como a já citada Dívida de Honra, mas também Origem, Arma X e as mais recentes Wolverine: O Fim, spin-off da minissérie X-men: O Fim ( pra você ver, o cara é tão fodão que fizeram uma outra minissérie só pra ele, fora a original) e na do ano passado, Wolverine: O velho Logan.
Pois então, vamos a história. Nascido James Howlett, por volta de 1880 no Canadá, filho de ricos fazendeiros donos de uma plantation. Quando criança, James era chato, mimado e frágil, sempre doente. O mais próximo de um amigo era o filho do caseiro, Cão, que ao mesmo tempo gostava e odiava o pequeno patrão, pois invejava seu modo de vida e o achava ingrato. O pai de Cão era o Sr. Logan, um velho ranzinza, invejoso e alcóolatra que espancava Cão sempre que bebia. O pai de James era uma versão quase idealizada de bom patrão. Sua mãe era louco e não saía do quarto. Tinha um irmão mais velho falecido, chamado John Howlett - mais tarde revelado como vivo em Wolverine:O Fim como um mutante de mesmo tipo que ao manifestar seus poderes e as garras, foi enclausurado e abandonado numa masmorra pelo avô só sendo libertado pela Arma X e usado como protótipo depois fugindo, mas não creio que isso possa ser considerado como oficial - e no meio disso tudo chega para trabalhar na casa uma criança órfã chamada Rose.
Os três passam a infância juntos, James, Rose e Cão. Os dois últimos eram mais velhos que ele, e Cão desenvolve um interesse em Rose, que o ignora. Numa noite, o Sr. Logan entra bêbado na mansão, discute e revela ter um caso com a mãe de James. Ela e o marido brigam. O Sr. Logan está armado de uma espingarda e ele mata o pai de James, que vê tudo. Nesse momento, o menino tem um ataque de fúria cega fazendo suas garras emergirem, num rompante, ele mata o Sr. Logan, Cão tenta impedir e ter o rosto ferido. Nesse momento a mãe de James chora sobre o corpo do Sr. Logan e diz: "o que é você?". Rose o apanha e foge com ele, Cão promete vingança.
Provavelmente pegando carona, os dois vão parar no extremo norte do Canadá, numa mina. O capataz os deixa ficar, desde que trabalhem. James está muito doente e atordoado, suas garras demoraram dias para voltarem para dentro da pele. Quando o capataz pede nomes, Rose dá o seu e fica hesitante quanto a James, com medo dele estar sendo procurado. Portanto dá o primeiro nome que lhe vem à cabeça: Logan.
A partir desse momento, James passa a ser tratado somente como Logan e conforme cresce nas minas se torna incrivelmente forte e sua aparência fica idêntica a do Sr. Logan - a pergunta em aberto sobre o caso entre ele e a mãe de James não foi esclarecida - e ele sabe de suas garras. Durante a noite foge para a mata e lidera uma alcatéia cujo líder ele matou. Os anos passam, ele cresce e Rose fica inacreditavelmente igual a um futuro amor: Jean Grey. Logan se apaixona por ela, mas ela se apaixona pelo capataz e eles ficam noivos. Logan o desafia pruma luta no bar, ele vence, mas não o mata nem revela as garras. Nesse momento, Cão invade o lugar depois de anos procurando. Ele está enorme e igualzinho a Dentes-de-Sabre, mas tem as enormes cicatrizes das garras de Logan no rosto. Eles lutam e Rose tenta apartar a briga, acidentalmente, Logan a mata. Depois disso, foge pras montanhas e vive anos como um animal, em meio à alcateia de lobos.
Quando volta para a "civilização", ele é aceito numa tribo de indíos Blackfoot e lá se apaixona por Kayla Raposa-prateada. Após a morte da mesma, Logan entra para o Exército canadense e é enviado para o Japão. Lá, se apaixona e casa com Itsu que pouco depois seria morta, grávida. Logan vai atrás do mestre Muramassa que forja uma espada tão poderosa que é capaz até mesmo de matá-lo. O que ele não sabe é que o bebê, graças ao poder regenerativo herdado, fica vivo. Ele será adotado e terá uma vida tão problemática quanto o pai, mais tarde se tornando um de seus grandes inimigos, conhecido como Daken.
Durante a Segunda Guerra, serve no Japão, junto com Capitão América. Participa do Dia-D e depois ainda foi membro agente secreto do Canadá e da CIA antes de integrar a Equipe X e mais tarde ser voluntário para a Arma X.
A Arma X o escolheu por ser o único capaz de sobreviver ao procedimento cuja intenção era criar a arma perfeita, superior ao Capitão América que fora congelado após começar a ter problemas de coração para só ser despertado quando pudesse ser curado. Logan tem adamantium, um metal indestrutível, injetado em seu seus ossos, sua memória é apagada, sua mente é bloqueada e controlada de diversas formas para que ele não possa ser detectado por radares e para que suas técnicas de luta sejam condicionadas. Ele vira uma mera marionete controlada por fios e controles. É nessa operação que uma adaptação é feita em suas mãos para que a pele se abra quando as garras são expostas, antes elas rasgavam a pele que depois se regenerava, por isso ele não sangra quando as usa, e outra modificação foi a individualização das garras, antes ele só podia usar as três de uma vez, agora podia controlá-las independentemente.
Como o indivíduo Logan não existe mais, sua placa de identificação é removida e substituída por uma com seu apelido desde os tempos das minas: Wolverine, carcaju, pele seu jeito sujo, grosso e selvagem de ser que se popularizou entre os colegas durante a Segunda Guerra. Por algum erro, Logan recobra a consciência em plena fúria e confusão, destruindo o laboratório da Arma X e matando todos os envolvidos. A Arma X sempre o perseguiria dali pra frente. Ele é encontrado e tem sua "humanidade" recuperada pelo departamento de inteligência do Canadá, que lhe conta o que sabem sobre quem ele é - o que não é muito -, mas pelo menos agora ele sabe que tem um nome. Volta a ser agente secreto e chama atenção de Charles Xavier quando é enviado numa missão para deter o Hulk. Xavier oferece ajuda para recuperar suas memórias e ele aceita. Pouco antes de chegar ao instituto, ele perde mais algumas, e não sabe exatamente o que foi fazer lá nem de onde veio.
Mais tarde seria revelado que fora o próprio Xavier que apagara essas memórias, pois Wolverine só aceitou o convite como disfarce, pois tinha sido enviado com a missão de matar Xavier e dar fim à iniciativa X-men, então considerados terroristas.

Nos X-men, Logan se apaixona por Jean Grey, mas o relacionamento nunca acontece embora haja atração de sobra, pois ela ama Scott Summers, o Ciclope. Com o passar do tempo, Logan aos poucos se força a esquecer Jean e até mesmo se casa novamente, agora com Mariko Yashida, do Japão, mas sua felicidade é novamente devastada quando Matsuo a mata.
Nos X-men, embora nunca tenha sido pai, Logan passa a representar tal papel para diversas garotas, tais como Kitty Pryde, Vampira, Jubileu e mais tarde, Laura Kinney, sua clone. Eventualmente, após uma luta traumática, Jean Grey, num momento de lucidez sobre a Fênix Negra pede que ele a mate o que ele faz relutantemente. Após isso, Logan não volta a ter um grande amor. Tem casos esporádicos com algumas personagens e mantém até hoje um com Yukio.

Mais recentemente, aconteceu a megassaga Dinastia M em que ele recuperou as memórias e partiu em busca de vingança e respostas de pessoas como Capitão América e Viúva Negra e também onde encontraria seu filho perdido, Daken. Essa jornada de Logan é narrada mensalmente na revista Wolverine:Origens.
Também ingressou à equipe dos Novos Vingadores, reformados pelo Homem de Ferro após a dissolução do antigo grupo, que levou à Dinastia M.



Agora, por que esse cara é o terceiro herói mais legal? Ora bolas! Ele é baixinho, peludo, grosso e fedido e ainda faz o maior sucesso! Mas se precisa de um motivo pro cara ser considerado o terceiro mais fodão, é simples, basta ver as coisas a que ele sobreviveu: um combate com Lobo, que ele ganhou! A bomba de Hiroshima; lutas contra o Hulk; uma supernova; muitas e muitas quedas de avião, e se for pra continuar citando, vai é muita coisa. Outra razão, o cara é um prato cheio pra psicanálise! Veja bem, um cara que tem uma infância dessa, já matou provavelmente mais de mil pessoas e ainda é um herói, merece respeito. E ele é o símbolo máximo daqueles machões de bom coração, senão não teria sido um pai pra todas as meninas abandonadas dos X-men.
Tem também uma das personalidades mais bem construídas da ficção, cuja qual já foi descaradamente copiada um milhão de vezes, provando seu status de ícone pop. Mas mesmo assim, conserva as mesmas características chave há anos e que se tornaram marcas registradas como o uso insistente da gíria "xará" e o português ruim. Sem contar os apelidos legais que ele dava pros seus colegas tais como: bruxa (Emma Frost), elfo (Noturno), bola de pelo (Fera), caolho/zarolho (Ciclope), homem-de-lata (Colossus), pode crer, uma pessoa agradável! Sem contas as frases fodas como: "você tem bagos, quer continuar tendo?".
Enfim, Wolverine é um dos personagens mais fodões já criados e que gera dinheiro das mais diversas formas possíveis, seja nas muitas publicações mensais, seja em desenhos animados, jogos ou até em séries cinematográficas meia boca que enchem o rabo de um certo australiano de dinheiro.
Por hoje é só crianças! Quando eu tiver vontade, volto com mais!










3 comentários:

Ma. disse...

Eu gosto dele, mas detesto a Jean. =P

Walter Pureza Neto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Na Natureza Nada se Cria, Nada se Perde... Tudo se Transforma disse...

Manu... tu é fodão... escreve Pacaralho...
Tu é bom no que faz bicho...
Eu curto o Wolverine pra caramba, e esse foi o melhor artigo que já li...