quinta-feira, 17 de junho de 2010

Fodões overpowered menosprezados dos quadrinhos

Se fosse só caras fodões, essa lista podia ser vasta.


Então eu decidi ir só com os esquecidos pelo simples fato de que...bom, eles são fodas e são esquecidos! E também porque eu não gosto do Super-homem, e se simplesmente fossem caras overpower, ele tinha que tá aqui.
Overpower, pra quem não sabe, são aqueles personagens que são absurdamente poderosos e indestrutíveis. Entre os personagens famosos, temos um bocado deles como o Super-homem, Wolverine e o Thor. Mas entre os ilustres coadjuvantes também se encontram alguns ultra poderosos.
Mas não só poderosos, eles também são fodões! Isso significa que eles são motherfucker! Que eles são o equivalente em papel e tinta do Chuck Norris, que só de ouvir a voz deles você cria pelo no peito.
E é só sobre os quadrinhos ocidentais, não os mangás, então não me aloprem – até parece que alguém lê essa birosca – sobre o Tetsuo, Kenshiro, Goku ou o Berserk. Então, vamos a eles.
                                                               Deadpool


Wade Wilson era um mercenário normal e tagarela que era bom no que fazia até que descobriu-se com câncer terminal!


O horror!


Enquanto a doença se espalhava pelo corpo todo e ele ia ficando maluco e deformado, a Arma X apareceu e lhe ofereceu um contrato para ser sua nova cobaia e para que ele fosse seu novo bichinho caso eles conseguissem salvar-lhe a vida. Nem precisava ser um mercenário pra aceitar esse contrato. O plano consistia em tentar passar os poderes da arma X original – o Wolverine – a partir do DNA que eles tinham dele para o corpo danificado de Wade.
E a coisa só deu certo em partes. Sim, Wade sobreviveu e ele não só tinha a super agilidade e força do Wolverine, mas também um poder de cura ainda mais veloz e eficiente, que agora mantinha seu câncer sob controle. Mas como a doença estava muito avançada, houve seqüelas. Além de deformado, ele também ficou maluco pelas febres absurdas que teve. Essa maluquice consiste em duas vozes além da sua própria em sua cabeça – representadas por quadrados amarelos e brancos – e pela plena consciência de que ele é um personagem de história em quadrinhos da Marvel e etc a ponto de saber da vida de outros heróis e de culpar roteiristas pelos seus infortúnios.
Isso é uma marca tão grande nele que até mesmo no video game Marvel Ultimate Allience 2 ele faz essas referências só que dizendo que a sua barra de vida está acabando, que o jogador tem bom gosto ao escolhê-lo, sobre ganhar experiência pra passar de level e sobre os chefes das fases. Foi uma das coisas que eu mais esperei que acontecesse no filme do Wolverine, que ele dissesse alguma coisa maldosa sobre a Fox ou o diretor ou sobre o Hugh Jackman ter feito Austrália, mas nada disso rolou...
Ou seja, apague aquela CAGADA que era o Deadpool do filme do Wolverine. Ele NÃO é um mutante, ele NÃO tem esqueleto e espadas de adamantium, ele NÃO sabe se teleportar e ele NÃO solta raios pelos olhos. Ah, e ele também fala.
Como você pode ver, aquele personagem do filme desvirtuou completamente as características mais marcantes do personagem originalmente. MALDITA SEJA VOCÊ, FOX! SUA VADIA! Ou melhor, malditos sejam os velhinhos presidentes da companhia que além de mercenários também são burros.
Nos quadrinhos, Deadpool tinha um aparelho que lhe permitia teleportes curtos e usa todo tipo de arma, mas as principais são duas katanas.
Porque ele é overpower? PORRA! O poder de cura dele é melhor que o do Wolverine! Ele teve a cabeça decepada três vezes e foi só juntar as duas partes que ele ficou bom rapidinho.
E porque ele é motherfucker? Porque ele tem tido papéis fundamentais em quase todos os arcos importantes de personagens da Marvel, além de ter ganho por seu mérito uma revista própria e por ser um mercenário, ele desempenha papéis tanto de mocinho quanto de vilão, sendo que não importando o lado ele sempre tende a ser um filho da puta.
Além disso, ele é engraçado pra caralho! Quando se lê uma de suas histórias, não têm como não se divertir horrores. Ele vive se fodendo, mas sempre escapa de maneiras engraçadas. Ele tem grandes feitos, mas nada tão ultra mega duper que me faça lembrar instantaneamente.
Exatamente por ele não ser tão desconhecido e por se dar mal muitas vezes, ele ficou no final dessa lista - sendo que os mais importantes aparecem depois -, mas o mercenário tagarela fez por merecer seu papel. Além do fato de que ele é uma sátira interna da Marvel em relação ao personagem Exterminador da DC, que se chama Slade Wilson. O criador de Deadpool quando inquirido sobre isso respondeu “é que os dois são parentes”, o que por si só já é uma piada, por serem de universos – e propriedades intelectuais – diferentes.
Um filme solo dele está sendo roteirizado pelos mesmos caras do sensacional-fodástico-hiper-super-mega-legal Zumbilândia, então até aquela CAGADA que já foi feita pela Fox possa ser apagada.


 

Lobo

O Lobo originalmente era só mais um alienígena coadjuvante nas histórias do Super-homem, mas essa sua época de origens não importa, o que importa foi sua nova origem, que mudou radicalmente todo o personagem e lhe deu um novo foco.
Alan Grant reinventou o personagem, agora também como uma sátira dos personagens de super-herói. Lobo agora era um anti-herói, mais poderoso que o Super-homem e tão cuzão e durão que faria qualquer fã virgem de 15 anos fã do Slayer chorar de emoção.
Seu nome é Khundian, que significa “aquele que devora suas entranhas e se diverte com isso”. Ele é o último czarniano de seu planeta natal, Czarnia, pois ele matou TODOS os outros cznarnianos do planeta por diversão.
Já entendeu o quão motherfucker ele é? E também porque os meninos supra citados adoram ele.
Ele também é um mercenário, pois gosta de chapar o coco e de violência desvairada sem nenhum motivo especial. Violência é um fim em sim mesmo. Ele é arrogante, egoísta, sarcástico e sociopata. Seu único ponto de moral é a sua palavra: se ele promete alguma coisa, ele a cumpre, mas, se houver qualquer dupla interpretação, se fodeu. As únicas criaturas por quem ele tem piedade são os golfinhos espaciais a ponto de vingar a morte de alguns deles. Não vou elaborar sobre isso. Seu companheiro é Dawg, um cão, que ele pisoteia até a morte, mas que depois ressurge, no mesmo estilo do Kenny, de South Park.
O seu visual, como visto acima, foi inspirado em duas marcas do rock’n roll: Kiss e Rob Zombie. Ele tem uma motocona no estilo chopper, só que espacial e usa roupas de motoqueiro. É famoso por diversas frases engraçadas e arrogantes, sendo que a mais famosa foi ele ter se atribuído o título de “o maioral”, do original em inglês “the main man”.
Ele é maluco por armas e usa desde facas e ganchos até granadas. Mas as suas armas mais populares são uma foice que também serve de gancho, presa numa corrente e também uma enorme pistola espacial, bem sátira do clichê das armas laser de ficção-científica.
Porém, sua palavra muitas vezes o leva à derrota por alguma brecha. Suas histórias também tendem à comicidade. Um exemplo seria quando ele tenta ser grato a Al, o dono de um bar que ele sempre freqüenta e sempre destrói, e para isso destrói todos os outros bares e restaurantes da cidade, pra que todos tenham que comer no bar do Al.
Como vilão ele já tretou com quase todo o universo DC e de outras editoras em crossovers. Ele geralmente limpa o chão com os inimigos, mas acaba sempre derrotado. Ele já bateu no Lanterna Verde, no Super-homem, em todos os Jovens Titãs, no Omega Man, no Máskara, no Robin e no Guy Gardner. E já apanhou do Batman e do Wolverine.
Entre seus feitos estão ter matado o Papai Noel e o Coelhinho da Páscoa, toda a população de seu planeta, uma legião de filhos bastardos, sendo que matou a líder deles com um peito e o mais legal: ter morrido, ido pro Céu, ter tocado o terror lá e por isso ser mandado pro Inferno, tocar o terror lá também e o mundo celestial decidir mandar ele de volta e lhe dar imortalidade pra ficarem livre dele.
Ou seja, você não pode levar nada relacionado ao personagem a sério, nem por um segundo.
Aqui vem o overpower, seus poderes são: imortalidade, capacidade de se multiplicar, gerando uma cópia pra CADA GOTA de seu sangue (habilidade que depois ele perdeu), força física infinita, inacreditável poder de regeneração além de ser imune ao envelhecimento e doenças, pode sobreviver no vácuo do espaço sem oxigênio nem nada, capacidade de farejar e rastrear um ser de uma galáxia pra outra além de conhecimento químico e mecânico que permitiram o extermínio dos czarnianos por uma praga que ele mesmo criou e de uma “máquina do tempo” que lhe permite se deslocar no tempo-espaço para viajar mais rapidamente de um planeta pra outro. Sua única fraqueza física seria uma suscetibilidade a gases químicos que o deixam meio bobo, mas não menos indestrutível.
Mas exatamente por ser uma piada e um personagem ultra-overpower pra atrair fãs adolescentes espinhentos, ele perde a graça muito rápido. Além disso, tem o fato dele ser o maior CUZÃO da galáxia sem qualquer motivo aparente. Ou seja, ele é divertido, mas enjoa e muito.


Jesse Custer


Jesse era um pastor de uma igrejinha no Texas até que ele foi possuído por uma entidade chamada Genesis que matou toda a sua congregação e vaporizou sua igreja.


É...merda acontece...

Através de Genesis, que é uma criança do cruzamento de um demônio com um anjo, ele descobre que Deus abandonou o Céu. Então, puto da vida, ele decide viajar pelos Estados Unidos pra encontrar o Criador, tirar umas satisfações e chutar-lhe a bunda.
Porque ele é machão? Porque você não viu a tempestade de merda que ele passa no processo, desde a Morte em pessoa até texanos serial killers além do fato de morar no Texas, o estado com o povo mais ignorante, alcoólatra e armado dos Estados Unidos e ele encheu todo esse pessoal de porrada, todos os caipiras racistas que aparecem pelo caminho e até vampiros sanguinários muito diferentes dessas bicinhas que brilham no sol por aí.
E porque ele é overpower? Bom, Genesis lhe deu o poder da voz de Deus: tudo o que ele manda alguém fazer, a pessoa faz. Imagine o estrago que um “morra”, “se mate” ou um “vá se foder” pode causar.


Pois é...




Spawn

Al Simmons era um mercenário/agente secreto de um braço obscuro da CIA e é assassinado por um parceiro contratado pelo próprio chefe corrupto.


Como você pode ver, a vida de todo personagem motherfucker é difícil.


No Inferno, ele faz um pacto com o demônio Malebolgia para se tornar um hellspawn, um general do Inferno, em troca, quer ver sua esposa de novo. Ele volta pra terra como um hellspawn, um morto-vivo ultra poderoso, mas sem memória de sua vida passada, só uns flashes, e a companhia sempre irritante do Violador, um demônio em forma de palhaço que fica vigiando-o.
Por outro lado, ele tem um mentor do bem, o velho Cogliostro que mais tarde se revela como Caim.
Spawn começou muito bem, mas depois virou um saco. Mas isso não vem ao caso. Ele é ultra mega poderoso porque só há algumas maneiras muito específicas de matá-lo de vez, fora isso ele não morre, pois já está morto. Além disso ele tem uma super capa que pode assumir as mais diversas formas e correntes que estrangulam, cortam e desmembram com grande facilidade.
E ele é motherfucker também porque é pai das encarnações de Deus e do Diabo e porque ganhou dos dois. Porque ele virou dono de seu próprio círculo no Inferno, porque ele impediu o Apocalipse e até assumiu uma forma angelical uma vez.


Sim, os roteiristas da Image usam ácido.

Mas assim como o Lobo, o personagem tende a ser juvenil e suas histórias passaram de um anti-herói massa pra um salvador da pátria forçado e ridículo.
Sem contar que ele teve uma fase em que a cara dele rachou no meio, e um dos seus amigos a amarrou com um cadarço de tênis. PORRA! Quem bota banca de machão com um cadarço de tênis no meio da cara?



 
                                                                 Sentinela


Robert Reynolds era um usuário de drogas e ladrãozinho de meia tigela que acabou sendo usado como cobaia na tentativa de recriar o soro do super-soldado, que fora modificado pela Arma X para ser um milhão de vezes mais poderoso que o usado no Capitão América para deixar suas moléculas se movimentando um segundo a frente do tempo. Ao contrário do que todos esperavam, o soro funcionou e não só isso, mas uma energia cósmica descomunal influenciou no processo. Resultado, se tornou o terceiro e Sentinela tem o poder equivalente de “mil sóis”, do original “a thousand exploding suns”.
Seus exatos poderes e habilidades são desconhecidos e ele geralmente os mantêm super controlados, mas ele fazia coisas como levantar um porta-aviões, quebrar o machado de um enviado de Galactus conhecido por rachar planetas ao meio, perfurar as armaduras do Doutor Destino como se fossem de papel, conseguiu lutar contra o Hulk de igual pra igual até que ele ficasse exausto e voltasse à forma humana, segurar e desviar de balas, viajar até o sol e voltar em apenas alguns minutos – mais rápido que a luz – e sem precisar de oxigênio, ouvir uma borboleta na África do Sul estando em Nova York e ver células nervosas nos olhos das pessoas, pode emitir luz ofuscante além de projetar energia no melhor estilo Dragon Ball Z, com força o suficiente pra machucar o Hulk, que é imune até à erupções solares, conseguiu projetar sua mente para outra pessoa e ressuscitar sua esposa só com um toque, além de, numa tentativa de suicídio, ter mergulhado no sol e mesmo após tendo sido praticamente vaporizado, conseguiu se reconstruir à base de partículas.

Se existisse um verbete pra overpower no dicionário, ele diria "Sentinela".
E como você pode ver, ele limpa a bunda com o Super-homem.

Seus poderes são instintivos e muitas vezes não dependem de sua vontade. Como eles são inexplicáveis, alguns até teorizaram que eles vieram de Deus.
Nem a SHIELD nem o Homem de Ferro conseguiram encontrar fraquezas ou formas de matá-lo, mas ele tem algumas fraquezas sim. Ele é facilmente manipulado mentalmente, é emocionalmente frágil e instável o que nos leva ao maior problema: o Vácuo.
Vácuo é a outra personalidade de Robert. Por ter sido um viciado e um ladrão, ele projeta todo o seu lado ruim noutra personalidade, porém, ela além de forte, também compartilha dos poderes do corpo que ambos dividem. Ou seja, ela é quase a encarnação do mal, com poderes ilimitados.
Suas raízes estão no próprio lado ruim que todos nós temos, mas com poderes titânicos. Acontece que ele cresceu e algumas vezes conseguiu dominar o Sentinela. Até que ele o dominou completamente e a consciência de Robert desapareceu. Emma Frost e Scott Summers quase morreram tentando isolar partes do Vácuo em suas mentes, mas não foi o bastante para para-lo.

Isso é que é fraqueza de macho! Não uma pedrinha verde de merda! Puta que pariu, Super-homem, você é um bosta!

Então Norman Osborn começou o Reinado Sombrio com o Sentinela maligno do seu lado e lhe deu carta branca desde que ele fosse seu cão de guarda. O Vácuo é mais poderoso que Robert. Ele não se enfraquece no espaço, nem na Zona Negativa, onde ele quebrou todos os ossos do Hulk em alguns minutos. Ele também projeta uma Escuridão, que cobre não só as coisas reais, como também os pensamentos das pessoas e gera angústia e desespero.
Ele faz coisas como arrancar a cabeça ou simplesmente partir em dois diversos heróis e vilões da Marvel nesse processo, além de destruir Asgard, a morada dos deuses nórdicos, esfacelar Loki em alguns segundos e só não mata Thor porque não tem a chance além de derrotar com facilidade um panteão de mais de cem heróis da Marvel.
Ele só foi derrotado pelo fato de que Robert conseguiu reassumir o controle momentaneamente e restringir seus poderes ao máximo, para ficar o mais frágil possível e então pede para que Thor o mate. O deus do trovão o faz e depois joga seus restos no sol, mas como vimos antes, há fortes chances de que ele volte e o Vácuo com ele.

E depois dessa você ainda prefere o Super-homem, sua bichinha?


E por hoje é só pessoal, depois do Sentinela e do Lobo, é impossível achar algum personagem mais roubado dos quadrinhos, espero que tenham apreciado.

4 comentários:

Ma. disse...

Gosto do Jesse Custer.
Saudades daqui, de você... :*

Ma. disse...

Chat pelo blog! Hahahaha

Você está fazendo faculdade de que, garotão?

Brunno Falcão disse...

Boa, cara! Me deu até vontade de conhecer as histórias. =D

Anônimo disse...

Antes de ler já achava o super-homem uma bicha tipo "derroto mas não mato" que porra e os vilões nunca fogem das prisões, ate parece que perdem os poderes, e não tinha noção do poder do Sentinela, gostei também do lobo massacre puro, agradeço pelas matérias é uma ótima leitura.