sábado, 24 de julho de 2010

O esplendor e o horror dos X-men

Os Fabulosos X-men. A franquia mais lucrativa da Marvel pelo simples fato de que ela rende lucros astronômicos em todas as mídias, é retorno garantido, além de nos ter gerado passagens e momentos épicos. Se você é da minha geração, sabe que o desenho animado de 1994 não só era SENSACIONAL como também tinha uma abertura e uma música inesquecíveis. Os X-men também trouxeram temas sérios como política, igualdade, racismo e preconceito para o universo de porradaria da Marvel e nos apresentou personagens brilhantes e extremamente bem construídos como Gambit, Vampira e Wolverine. Sagas e fases ótimas como Dias de um Futuro Esquecido, Era do Apocalypse, A Saga da Fênix Negra entre outras.

Mas merda acontece.


Roteiristas ruins, golpes editoriais, tentativas épicas que terminaram em galhofagem, drama exagerado, tragédias exageradas. Enfim, o grande problema dos Filhos do Átomo é que eles reuniram ao longo de sua história o melhor e o pior que existe dentro do mercado ocidental de quadrinhos em todos os campos, desde criação até problemas estritamente financeiros.


Eis então a seguir os motivos de porque X-men me irrita.



De forma resumida, o maior problema é que os mutantes estão presos num ciclo vicioso de ideias que parece até receita de novela. É mais ou menos assim: os X-men enfrentam Magneto e a Irmandade, Magneto é derrotado, a Irmandade ataca tendo a Mística como líder, eles são derrotados, aparece o Sr. Sinistro e ele é derrotado, aí eles vão parar na Terra Selvagem, aí eles saem dela, aí acontece uma ameaça cósmica, o professor Xavier morre e desaparece, temos uma saga envolvendo o futuro ou uma dimensão paralela, o Xavier volta andando, o Magneto volta bonzinho e se junta a eles, o Apocalipse ou outro vilão pica grossa aparece, eles vencem, algum mutante faz merda e todos passam a correr risco de extinção, o Magneto e o professor brigam e viram inimigos de novo, Magneto reforma a Irmandade de Mutantes. E aí começa tuuudo de novo.
Eu concordo com o Amer, porque diabos os X-men têm que se envolver em tantas sagas cósmicas? Isso até parece a porra da DC! Se você é um fã de Super-homem e Lanterna Verde, tudo bem, mas pra quê os X-men têm que se meter em sagas espaciais? Eles já não têm problemas de sobra na Terra?
Assim como o Homem-Aranha e outros personagens do selo, a Marvel adotou o amadurecimento e a passagem dos anos para os mutantes e como eu havia dito antes, eles são muito rentáveis e por isso a Marvel tentou adultizá-los ao mesmo tempo que acabaram um pouco ridicularizados. Por que digo isso? Porque ao passar dos anos o drama, a violência e o conflito foi aumentando no grupo, ficando cada vez maior e maior a ponto de hoje nas revistas dos X-men você ver a X-23 executando uma pessoa enfiando suas garras na cabeça dela e sangue saindo por todos os lados ou o Noturno morrendo pra salvar a Hope, ambas passagens do arco Segundo Advento e pra quê? Pra causar um puta impacto, tentar passar aquela impressão de “vejam só, essa estória é importante” e pra daqui uns três anos o Noturno ressuscitar.
E porque ridiculariza? Bom, talvez não no caso do Segundo Advento, mas imagina botar toda essa carga emocional num desses malditos arcos cósmicos? Vira uma porra de um episódio de Battlestar Galactica e aquele drama todo fica canastrão e chato.


E essas mortes me irritam.


 

Digo, a Jean Grey já morreu e voltou DUAS vezes. E isso é um saco! Primeiro ela virou a Fênix Negra, fritou uns planetas e destruiu uns sistemas solares por aí e pimpa, empacotou. Beleza. Aí uns anos depois ela volta, DO NADA e desmemoriada e até tentaram fazer a gente engolir um papo de clone aí. Enrolação e blábláblá de roteiristas que tiram uma com a nossa inteligência. Mas beleza, ela voltou e tem a força Fênix aí anos depois o Xorn fode com ela e o Wolverine a mata.


PORRA, CARA!


Só pra fazer um drama! Sim, coisa pra caralho mudou nos X-men depois da morte dela, mas meu, por quê? Ainda mais que agora com a aparição e importância da Hope que, além de ser a cara da Jean Grey, ainda manifesta a Fênix, é mais do que ÓBVIO que ela te a ver com a ressurreição da Garota Marvel. O que me leva a dizer, então por que XAVASCAS fazer essa sensação toda?
E não é só com ela. O Colossus e a Kitty já morreram e voltaram. A Kitty morreu de novo. O Noturno está morto junto com todos os outros teleportadores com exceção da Fada que está desaparecida. O Calibã morreu. O Professor Xavier morre/desaparece em toda saga e volta andando. A Jubileu já morreu e voltou. O Maverick também. E a Vampira já entrou em coma ou fez merda já umas duas ou três vezes.




PORRA, CARA! Isso é só pra irritar os fãs e tentar vender mais revista! O que me leva aos golpes editoriais.

Golpes editoriais são uma merda e é o que faz muita gente simplesmente abandonar quadrinhos periódicos depois de um tempo. Porque não passa de sacanagem com os leitores e enrolação. Eles acontecem o tempo todo e com todos os heróis como o arco Ragnarok do Thor em que ele morreu só pra PORRA DE ASGARD INTEIRA renascer algum tempo depois do nada ou o Brand New Day do Homem-Aranha ou a morte do Capitão América, que já voltou também, tudo isso só na Marvel, porque a DC consegue ser ainda mais imbecil – OS RAIOS ÔMEGA DO DARKSEID LEVARAM A CONSCIÊNCIA DO BATMAN PRUM HOMEM DAS CAVERNAS? NÃO, SÉRIO? - e até nas megassagas como foi o caso da Guerra Civil que embora tenha sido legal, só serviu pra foder com a vida de todos os personagens da editora. E pra quê foder com a vida dos personagens da editora? Pra vender mais revista. Ponto.
Enfim, muitas vezes os roteiristas e editores cagam no pau de propósito só pra sacanear nerds do mundo inteiro. Mas tá, o que os X-men tem a ver com isso? Tem que praticamente TODO ARCO dos X-men é a porra de um golpe editorial.
Funciona mais ou menos assim:beleza teve a Dizimação, tá, aí o arco seguinte são os mutantes lutando contra, sei lá, a SHIELD, beleza, ufa, escaparam e agora? Agora Nimrods do futuro vão vir matar geral, oh meu Deus! Escaparam? Sim! Ufa! E agora? Agora a porra do Apocalypse e do Conflyto surgiram do nada e vão tocar o terror e os mutantes vão ter que ficar fazendo piruetas em realidades e universos alternativos pra impedir que o MAL destrua a realidade deles. Tá, venceram e agora? Agora o Sr. Sinistro apareceu com uma epidemia que via matar todos os humanos da Terra! OH NÃO! Aí eles vencem, aí a Arma X reaparece do nada e tenta MAIS UMA VEZ prender o Wolverine e a X-23, mas eles são derrotados. Ufa. Parou? NÃO! Purificadores estão usando mutantes para atentados terroristas! Mas os X-men conseguem desmascará-los, que alívio! Dá pra ter uma saga normal agora? NÃO! A Hope nasce e DESTRÓI UMA CIDADE INTEIRA no processo e começa toda aquela viadagem do Messias Mutante, viagens no tempo e o Bishop indo pro lado negro da Força.


Então, cansa né?


Muito!


Você fala “PORRA! ESSES ROTEIRISTAS TÃO TIRANDO UMA IMENSA COM A MINHA CARA!”.
E tudo com o aval daquele viadinho do Joe Quesada! Ô saudade do Eric Arad! Se você não sabe de que merda eu estou falando, bom pra você, significa que você gastou mais tempo da sua vida fazendo algo verdadeiramente útil ou senão, divertido.
Deu pra entender né? Cada arco dos X-men, por mais besta que seja, sempre tem esse ar de “o futuro dos mutantes está em jogo” que irrita pra caralho além do universo mutante ser um CAOS.
Digo, é uma bagunça tremenda! Tudo é muito complicado, cheio de realidades alternativas, viagens no futuro, enfim, é uma merda enorme muito, muito chata! É difícil de explicar, mas eu vou tentar dar um exemplo, se você não entender porra nenhuma ou entender, mas pensar “HÃ?” é porque eu expliquei EXATAMENTE como as coisas são.
Depois que Hope nasce, Cable viaja para o futuro para protegê-la de quem quer matá-la no presente, mas Bishop vai em seu encalço. Ambos têm um dispositivo eletrônico que os permite dar saltos temporais para frente, mas não para trás e só em direção à dimensão da qual eles vieram, pois ambos vieram do futuro destruído de Dias de um Futuro Esquecido, em que Rachel Summers é filha de Jean e Scott e Cable é filho do Scott e o Gambit é mau. Aí no arco Guerra de Messias o Conflyto ressurge querendo foder com tudo e aí o Cable pede socorro e o Fera consegue enviar a X-Force (Wolverine, X-23, Dominó, Apache, Arcanjo, Elixir e Vanisher) para salvar os dois. Aí eles viagem 900 anos no futuro para encontrá-los. Lá, eles descobrem que Deadpool está vivo! E ele os ajuda a derrotar Conflyto e Bishop, principalmente porque o Apocalypse reaparece e dá um pau no Conflyto e aí eles não tem como voltar pro presente! Oh meu Deus! Mas aí tudo se ajeita e eles voltam.


Entendeu? E esse arco tem só 7 revistas e só acontece em uma publicação: X-Force.


Outra coisa que contribui pra essa treta toda é o número de publicações. Nós temos: Fabulosos X-men, Surpreendentes X-men, X-men: Legado, Novos Mutantes, X-Factor e X-Force, sem contar as revistas solo do Wolverine, Cable e Deadpool. Isso gera uma bagunça enorme!!!!!!!!
  Ainda mais porque o foco das revistas muda do nada!


Antigamente, Fabulosos X-men era focado no chamado “time azul”, liderado pelo Ciclope e X-men:Legado era o “time dourado” da Tempestade. Aí isso mudou. Agora o primeiro é focado no Ciclope e o segundo na Vampira e não exatamente em certos membros da equipe. Novos Mutantes antes era focado na Mística e nos novos mutantes, agora ele é focado nas equipes de ilustres desconhecidos dos X-men, como Míssil, Armadura, Fada, Calibã e etc. X-Force começou liderada pelo Cable e agora é do Wolverine. AI AI AI!
E a maioria dos arcos, além de ter essa eterna vontade de “mamãe, quero ser ÉPICO” eles se espalham por TODAS essas publicações, o que torna não só difícil acompanhar, mas também entender e ainda mais gostar da porra toda. Que nem, eu acho os Novos Mutantes UM SACO! Mas se eu estou acompanhando um dos arcos “importantes” de Fabulosos X-men eu vou ter que ler Novos Mutantes ou perder o fio da meada de alguma parte da estória.


Dá pra ser mais frustrante?


Enfim, X-men virou um bolo tão chato e complicado que acompanhar as publicações têm sido de fato frustrante e decepcionante para os fãs. Os roteiristas deviam entender que toda essa “complexidade” não atrai novos leitores, mas os afasta, pois porque você vai tentar ler uma coisa se você não vai entender NADA dela sem ler um milhão de revistas atrasadas? Acompanhar X-men se tornou uma tarefa ingrata, pois quadrinhos foram feitos para entreter. Se ele tiver algum conteúdo inteligente ou dramático e pá, massa, muito bom, mas quando ele abre mão de sua principal função trocando dinheiro por qualidade significa que ele perdeu a mão.
E eu posso dizer que Chris Claremont ficaria triste de ver o quão feio eles perderam a mão. HÁ! Pra descobrir quem é, olhe no Google.
X-men tem e sempre teve potencial. Ótimos personagens, temáticas inteligentes como racismo, anti-semitismo, guerra e homossexualismo. Cenas de ação cheias de vitória e grande sucesso e apelo com os fãs. Mas essa porra virou um circo, não só nos quadrinhos, mas em outras mídias também. X-men 3 foi um lixo e o filme do Wolverine, bom,é melhor fingir que ele não existiu.
Está na hora desses roteiristas de merda passarem a ter respeito aos fãs e aos personagens e criarem estórias que cumpram o dever que todo quadrinho tem: de entreter e cativar os seus leitores e não botar realidades paralelas e aliens genéricos.



MALDITAS SAGAS CÓSMICAS!


4 comentários:

Renato Veríssimo disse...

mas o desenho do X-men ainda é fodástico, convenhamos!

[PW] Arbuckle disse...

nao saquei ze, se gosta ou nao de xismen? xD
fudeu com o pouco de respeito que eu ainda tinha pela historia iaehiuaehiea

Regis Augusto disse...

Sabe, me identifiquei muito com teu post. Eu sou da geração que pegou essa "época de ouro" (para mim, ao menos), do final da década de 80 e meados da de 90, e hoje os X-Men, além de ser essa mega-salada-mista quase impossível de acompanhar, virou novela de dramalhão. Nunca, mas NUNCA na vida, havia lido arcos tão chatos e modorrentos como Utopia, Nação X e Segundo Advento (Professor X virou um banana, por exemplo...). Não dá vontade ler, mesmo sendo fã. Que saudade da velha e boa porradaria... Sabe o que aconteceu? Resolvi conhecer um universo que eu nunca havia lido (o DC) e descobri que lá tudo faz mais sentido, cada personagem está adequado ao seu espaço a até os dramas de consciência dos diversos personagens possuem aquilo que falta ao X-Men hoje: diversão e AÇÃO. Sem falar da arte. Tudo bem, cada desenhista com seu traço, mas já reparou que os X-men parecem ter todos a mesma cara (de metrossexual) e a mesma idade? Até o Magneto!!!!! Todos com lábios carnudos e sorriso colgate? Meu, é por essas e outros que eu ando na DC ultimamente. E viva Blackest Night e Brightest Day, até que algum milagre aconteça.....

Anônimo disse...

também estou de acordo com seu texto, pra mim a historia oficial prevalece a do primeiro desenho do x-men, pra mim tudo começa quando jubileu tenta arrumar seu radio que para de funcionar.