domingo, 30 de dezembro de 2012

Li em algum lugar recentemente que se um escritor diz que te ama e não escreve nada sobre você, ele não ama de verdade. Não sou nenhum escritor porque minha mediocridade não permite e o que escrevo são só bobagens e comida para troll. Mas bastaram alguns dias sem você e tudo ficou assim parado, assim ruim, assim saudade.
Passaram alguns dias sem você e a falta é tão grande que parece que o mundo vai acabar, puff, a todo instante. Cada segundo sem você é um momento no tempo vazio, supérfluo. Cada segundo que gasto trabalhando, lendo, vendo televisão seriam todos minutos mais bem gastos com você fazendo nada. Deitados na cama. Coçando sua cabeça. Brincando com seus cabelos. Admirando seu sorriso. Mergulhando nos seus olhos.
Sou tão medíocre, que até esse meu texto, de mim pra você, soa totalmente clichê, mas eu quero ser clichê com você. Quero ver filmes bregas e ruins. Quero assistir a programação de domingo. Quero comer brigadeiro de panela. Quero fingir que gosto de polenta. Quero chorar ouvindo Frank Sinatra. Quero passar  quantas noites em claro forem necessárias para poder dormir sempre ao seu lado. Quero fazer de novo e de novo todas as idiotices e breguices que já fizemos.
Porque você pra mim é o mundo. Você é mãe, amiga, amante. Você é tudo o que eu sempre quis e nunca esperei receber ou encontrar. Eu não mereço você, você é boa demais pra mim. Eu te amo. Te amo e te amo. Falando assim, parece até bobagem de adolescente, que tenho idade mental e emocional retardada. Talvez eu tenha, mas o negócio é que não me importo. Eu adoro me sentir assim. Adoro te amar assim. Adoro o bem que você me faz.
Muitos dirão que é exagero, que amores vem e vão. Pode até ser, mas não perderei meu tempo pensando nisso. Quero passar todo ele com você. Cada instante com você é um retrato inesquecível na minha memória. Nunca pensei ou fantasiei sobre o nosso futuro, mas você é alguém com quem eu me sinto tranquilo se, vias de fato, chegarmos a ter um futuro. Sabe, um futuro: casa, cachorro, Malu e Zelda e tudo o mais.
Não devia mencionar isso, isso vai te assustar e você vai me largar. Por favor, por favor, por favor, não me largue! Não toco mais no assunto ó, passou, ssh. Prometo.
Enquanto você não volta, fico aqui pensando em você. Nos seus cabelos. Nos seus olhos. Seus poucos cabelos, lisos como de japonês, loiros como de viking. Como adoro acariciar os seus cabelos, sentir o cheirinho bom do seu xampu, tentar, sem sucesso, bagunçá-lo. Como adoro seus olhos tão claros e brilhantes, cor de safira. Como gosto de olhá-los, lê-los, senti-los enquanto tento adivinhar todos os seus sentimentos e pensamentos por ele.
Fico sem entender como consegui alguém tão maravilhosa como você pra mim. Sou barrigudo, feio, narigudo, não tenho nada de bom nem nada na vida e me aparece você. Você não sabe o tanto que tive medo. O quanto me segurei quando me vi ficando caídinho por você. Era demais, eu nunca conseguiria conquistar uma menina tão incrível, melhor era fazer de tudo pra fingir de morto.
Mas era difícil. Difícil ficar longe de você, sem te ver nem um pouquinho a cada dia, poder te dar bom dia. Nunca imaginei que era correspondido, nunca imaginei que logo eu poderia ter tanta sorte.
Gosto de tudo em você, até da sua família. Gosto das suas manias, das suas maluquices e paranoias e não entendo como você consegue tolerar as minhas.
Ainda sinto que faço pouco. Pouco por você. Mais da metade de um ano se passou, e só consegui escrever este texto curto. Mas é porque você não cabe em um texto. Mal cabe no meu coração, que fica transbordando por aí em bons humores que nem eu entendo.
Enfim, eu te amo, minha loira, demais da conta. Sei que essas palavras são poucas, tolas, bregas e clichês, mas depois desses dias sem você, eu precisava escrevê-las pra matar pelo menos um pouquinho a minha saudade, liberar pelo menos um pouquinho o que está aqui dentro. Prometo escrever mais depois.
Você me inspira infinitamernte na vida.
Volta logo.
Te amo, pin.

2 comentários:

João Alexandre disse...

Também te amo zé x)

brinks, linda declaração =)

ParanoidDavi disse...

Ei Zé você desistiu de postar no blog ou está sem tempo???